Santacine

Conheça o Santacine e o que ele pode fazer pela sua empresa

Conheça Melhor

Notícias

Inscrições para o FAM

Inscries para o FAM

Estão abertas até 5 de março as inscrições para o FAM - Florianópolis Audiovisual Mercosul. A 16ª edição do evento acontece entre os dias 15 e 22 de junho no Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina, na capital do estado. O FAM se consolidou como um dos principais festivais nacionais e uma importante janela para o cinema do Brasil e Mercosul.  São quatro mostras com inscrições abertas sendo todas elas de caráter competitivo:

 
Mostra Catarinense, todas as categorias, exclusiva de Santa Catarina, até 30 minutos de duração, exibição em suporte digital.
 
Mostra de Curtas Mercosul (35mm e digital), todas as categorias, até 30 minutos de duração, exibição em suporte digital e 35mm.
 
Mostra DOC-FAM, um espaço exclusivo para documentários, com duração superior a 30 minutos (médias e longas-metragens), exibição em suporte digital.  

Mostra Infanto-Juvenil
, dedicada a temática infanto-juvenil, todas as categorias e duração, exibição em suporte digital e 35mm.
 
A realização é da Associação Cultural Panvision; informações, regulamento e ficha de inscrição: www.panvision.com.br 

Mostra de Cinema Infantil recebe inscrições

Mostra de Cinema Infantil recebe inscries

Estão abertas até 18 de março as inscrições para a Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, um dos mais importantes festivais do segmento no Brasil. A 11ª edição do evento ocorre de 29 de junho a 15 de julho na capital catarinense.

Podem participar da seleção produções nacionais de todos os gêneros e formatos, direcionadas ao público infanto-juvenil e inéditas em Santa Catarina. O regulamento e a ficha de inscrição estão disponíveis no site www.mostradecinemainfantil.com.br. Este ano todo o processo será online, inclusive o envio dos filmes. As obras selecionadas serão divulgadas em maio. O Melhor Filme eleito pelo Júri Oficial e o Melhor Filme escolhido pelo público infantil receberão o prêmio aquisição da TV Brasil no valor de 10 mil reais.

Além dos curtas nacionais na Mostra Competitiva, a programação do evento traz curtas e longas-metragens internacionais, médias e longas brasileiros nas mostras especiais não-competitivas e pré-estreias. “É o resultado de um ano de muito trabalho e pesquisa, pois fizemos parcerias com vários festivais do Brasil e exterior”, salienta Luiza Lins, diretora da Mostra e idealizadora do projeto.

Nessa edição do evento ocorre o 8ª Encontro Nacional de Cinema Infantil, o 5º Fórum de Cinema e Cidadania, o Pitching, em parceria com o Festival Internacional de Cinema Infantil, oficinas para crianças e professores da rede pública e o Projeto Escola, que oferece transporte para as crianças das escolas públicas até à sala de cinema do festival.

A Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis é uma realização da Lume Produções Culturais com apoio do Núcleo de Ação Integrada e patrocinadores.

Santacine e Sintracine oficializam relações trabalhistas

Santacine e Sintracine oficializam relaes trabalhistas Nessa quinta-feira, 12 de janeiro, o presidente do Santacine, Ralf Cabral Tambke e a presidente do Sintracine, Ana Fonte, assinaram a convenção coletiva, que traz novas regras trabalhistas para o audiovisual catarinense. A convenção será homologada pelo Ministério do Trabalho e terá força de lei em todo o estado de Santa Catarina.  As empresas e os trabalhadores devem procurar se informar, e os empregadores têm que se adequar e obedecer a elas. 

Trata-se de uma conquista para o setor e manifesta a organização da classe.  As regras vão ajudar a valorizar, não só os profissionais, mas o mercado como um todo uma vez que impõe valores e normas que têm que ser seguidas por todos. Em breve a convenção e a tabela de valores indicativa serão divulgadas nesse site para consulta. Mains informações na matéria abaixo!

Convenção coletiva de trabalho prestes a ser assinada

Conveno coletiva de trabalho prestes a ser assinada

O audiovisual catarinense vive um momento histórico de organização de classe. Após diversas reuniões e assembleias realizadas ao longo de 2011, o SANTACINE (Sindicato da Indústria do Audiovisual de Santa Catarina) e o SINTRACINE (Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Cinematográfica e do Audiovisual de Santa Catarina) estão prestes a assinar a convenção coletiva de trabalho - terceira em todo o país. As regras vão ajudar a valorizar, não só os profissionais, mas o mercado como um todo uma vez que impõe valores e normas que têm que ser seguidas por todos. 

"Buscamos algo que seja viável para as empresas e para os trabalhadores, e que tenha uma função educativa, pois muitos ainda desconhecem legislação federal e do trabalho", salienta Ralf Cabral Tambke, presidente do SANTACINE. Para ele, a convenção representa uma conquista para o setor, que até então era oficialmente regido pelo SINDICINE (SP). Com a homologação do SINTRACINE no Ministério do Trabalho em 2010, o sindicato passou a ter legalidade para negociar as condições de trabalho que estão na convenção coletiva e os pisos de remuneração, que estão na tabela. De acordo com Ana Fonte, presidente do SINTRACINE, será necessário realizar um censo em todo o estado, para mapear as demandas atuais. "Nosso mercado cresceu muito, embora ainda seja jovem. Temos que qualificar e capacitar nossos profissionais, tirá-los da marginalidade".

A proposta do SANTACINE é adequar os valores da tabela às três realidades orçamentárias estaduais, de publicidade, televisão e cinema. "Você tem uma produção para a televisão crescente, que tem uma demanda não só de profissionais, como também uma capacidade de pagamento diferente da publicidade, que é nosso principal mercado. Na verdade é um universo maior do que a tabela de São Paulo alcançava". 

Pela convenção, as empresas terão que contratar profissionais que tenham registro na Delegacia Regional de Trabalho (DRT), na carteira de trabalho. Para obter o registro, a legislação brasileira prevê duas maneiras: uma é o cidadão estar formado naquela especialidade, em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação. No caso de quem já trabalha na área há muito tempo, mas não tem formação, é preciso solicitar diretamente ao SINTRACINE, para que encaminhe um pedido de homologação ao Ministério do Trabalho. 

As entidades ainda estão negociando o fechamento da cláusula "mão-de-obra" estrangeira. O SANTACINE deseja que seja repetido texto da lei federal, e o SINTRACINE prefere repetir o texto das convenções do Rio e São Paulo. Assim que a convenção for homologada pelo Ministério do Trabalho terá força de lei no estado de Santa Catarina.  As empresas e os trabalhadores devem procurar se informar sobre as novas regras, e os empregadores têm que se adequar e obedecer a elas. "É importante salientar que a convenção coletiva é dinâmica. Ela permite que uma nova convenção seja realizada uma vez por ano. Portanto isso será uma rotina. Sempre, no final do ano, uma das partes, sindicato dos trabalhadores ou patronal, podem buscar o outro para discutir e mudar algumas coisas, adaptar à realidade vigente", destaca Tambke.  No momento que estiver homologada no Ministério do Trabalho, a convenção e a tabela indicativa serão divulgadas nos sites das entidades.


Novo festival vai premiar o audiovisual catarinense

Novo festival vai premiar o audiovisual catarinense

O audiovisual produzido em Santa Catarina ou por catarinenses vai ter agora um festival competitivo exclusivo e com uma premiação de R$ 20 mil em dinheiro. O 1º FAÇA - Festival do Audiovisual Catarinense é direcionado para curta-metragistas e ao grande público, que poderá conhecer ou rever o melhor da produção de cinema realizada por catarinenses. A Mostra vai ocorrer em abril nas cidades de Lages (de 12 a 14), Blumenau (de 19 a 21) e Florianópolis (de 25 a 28).

As inscrições estão abertas até o dia 3 de fevereiro e podem ser feitas em www.faca.art.br, onde o regulamento está publicado. Podem participar filmes com até 25 minutos de duração realizados em qualquer ano, em formato digital ou película. Serão contempladas quatro categorias, cada uma delas com um prêmio de R$ 5.000,00 para Melhor Ficção, Melhor Animação, e Melhor Documentário, eleitos pelo Júri Oficial, e Melhor Curta segundo o Júri Popular. A relação dos selecionados será divulgada no dia 2 de março.

A primeira edição do FAÇA destaca-se por aceitar inscrição de produções finalizadas em qualquer ano e de não exigir ineditismo da obra. Desta forma, o Festival traz ao espectador uma seleção significativa da produção de cinema e vídeo realizada por catarinenses, possibilita a difusão das obras, promove o intercâmbio entre realizadores e o público, divulga novos talentos e destaca profissionais experientes na área do audiovisual do estado, além de valorizar os realizadores através das premiações em dinheiro.

Para selecionar os filmes inscritos, será formada uma curadoria integrada por três profissionais de Santa Catarina com reconhecida experiência em cinema e vídeo. Para o Júri Oficial, serão convidados três realizadores de outros estados brasileiros para seleção dos vencedores nas categorias. 

A realização do FAÇA é da Exato Segundo Produções Artísticas em parceria com a Alquimídia.org. O evento tem ainda o Apoio Institucional da Cinemateca Catarinense e do FUNCINE – Fundo Municipal de Cinema de Florianópolis, apoio da Vantuta Impressões e da Hemisfério Criativo, responsável pela criação da identidade visual. O Governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte do Estado (SOL) e FUNCULTURAL patrocinador do 1º FAÇA – Festival Audiovisual Catarinense.

Anterior 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 Próxima